Site Notícias Jornal Gazeta de vargem Grande Paulista

Segunda-feira, 17 de Junho de 2024

Nova Odessa

Equipe da Prefeitura de Nova Odessa se aproxima de 40 mil ações contra o mosquito da dengue só em 2024

Nova Odessa

Jornal Gazeta
Por Jornal Gazeta
Equipe da Prefeitura de Nova Odessa se aproxima de 40 mil ações contra o mosquito da dengue só em 2024
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

As equipes antidengue da Prefeitura de Nova Odessa chegaram na última quarta-feira (22/05) à marca de 38.378 ações contra o mosquito Aedes aegypti adulto (transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya), na soma desde 1º de janeiro. Apenas no trabalho de BCC (Busca Casa a Casa), foram feitas 10.301 visitas domiciliares pela equipe, formada por dez profissionais que atuam de segunda a sábado na “guerra” contra o Aedes aegypti.

 

Desse total, 6.540 imóveis foram visitados e vistoriados em busca de criadouros durante a semana, e 3.761 aos sábados, nos chamados “mutirões”. A equipe fez ainda 10.037 ações diversas de outras naturezas e promoveu a nebulização veicular em mais de 17,4 mil imóveis da cidade – muitos deles, mais de uma vez. As nebulizações ocorrem sempre no início da manhã ou final da tarde, em localidades com dois ou mais casos positivos de dengue.

Leia Também:

 

A cidade tem 3.028 casos positivos de dengue até o momento (23/05), mas a equipe da Saúde Municipal estima que ao menos 40% desses casos sejam de moradores de outras cidades próximas que buscaram atendimento médico na Rede Municipal de Nova Odessa.

 

Houve um óbito confirmado por dengue até momento (feminino, 42 anos), e há outros 5 possíveis óbitos por dengue ainda “em investigação”, aguardando resultados de exames laboratoriais obrigatórios.

 

Em Nova Odessa, o trabalho contra o mosquito da dengue continua diariamente. Mas, para reduzir efetivamente a incidência da doença, a coordenadora do Setor de Zoonoses Município, Paula Faciulli, ressaltou mais uma vez que é essencial a participação ativa da própria população, na busca e eliminação de todo e qualquer material que posso acumular água parada nas residências, quintais, terrenos e estabelecimentos.

 

“Isto porque o Aedes é praticamente um ‘animal doméstico’: de 80% a 90% dos ‘berçários’ (criadouros) do mosquito Aedes são encontrados no interior dos imóveis particulares. Principalmente em material acumulado, como embalagens, garrafas, pneus, vasos, mas também em calhas, ralos e box de banheiros, entre outros”, destacou a experiente médica veterinária.

 

Durante a semana, a equipe de Zoonoses segue realizando o trabalho de “BCC”, ou “busca casa a casa” por criadouros e pacientes sintomáticos em bairros mais críticos para a dengue. A Secretaria Municipal de Saúde pede que os moradores visitados sempre abram as portas para a equipe antidengue da Prefeitura. E, aos sábados, continuam acontecendo os “mutirões” em bairros com maior presença de mosquitos.

FONTE/CRÉDITOS: novaodessa.sp.gov.br
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!